QUERO RECEBER NOTÍCIAS

Preencha os campos abaixo e cadastre-se para receber notícias em seu email:
CADASTRE-SE
Rádio Santa Cruz Rádio Santa Cruz Ao Vivo - Ouça a Rádio Santa Cruz AM
Atendimento ao ouvinte: 37 3232 1588

Notícias da Igreja

Diocese de Divinópolis oferece mais um Bispo para a Igreja

28/08/2017

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

Depois da Ordenação de Dom José Carlos e Dom Moacir Arantes, a Diocese de Divinópolis oferece mais um bispo para a Igreja: Trata-se de Dom Francisco Cota, ordenado ontem, 26, na cidade de Itaúna. A cerimônia de ordenação contou com a presença de vários bispos e sacerdotes. Ela teve início às 18h, no Poliesportivo de Itaúna, que abrigou centenas de fiéis, de diversas paróquias da Diocese. 


Dom Francisco Cota de Oliveira é natural de Onça do Pitangui, filho de Sr. Francisco Teixeira de Oliveira e Dona Carmelita Cota Teixeira, já falecida. Nasceu no dia 05 de agosto de 1969 e foi ordenado sacerdote em 1º de agosto de 1999. Com dezoito anos de vida sacerdotal, trabalhou em três paróquias: Carmo do Cajuru, Itaúna e Pitangui.


Desempenhou diversos outros trabalhos na Diocese, onde é muito querido por todos. A partir de agora, será Bispo Auxiliar em Curitiba.  Nossa reportagem conversou com Dom José Antônio Peruzzo, Arcebispo de Curitiba. Na entrevista ele afirmou que a demanda pastoral em Curitiba é enorme.


 Os dois novos bispos ainda serão poucos para os trabalhos. Disse, ainda, que não conhecia Monsenhor Francisco. Mas, mesmo assim, aceitou a proposta da Nunciatura, com muito carinho. Hoje, percebe o quanto Monsenhor Francisco é querido em Divinópolis. Afirmou  que a Igreja precisa mais de pastor do que alguém preocupado apenas com a burocracia. Ouça, na integra, a entrevista:

Para Dom José Carlos, Bispo de Divinópolis, a Ordenação de Monsenhor Francisco é sinal de que Deus tem abençoado nossa Diocese. Para ele, o essencial na vida do bispo é criar comunhão. Portanto, deve ser pastor de verdade e não medir esforços para criar essa comunhão na igreja. 


O Bispo não pode buscar  vaidade e ostentação. Deve imitar o exemplo de Jesus, que veio para servir. Vencer a mentalidade de príncipe é tomar uma atitude serviço. Deseja que Dom Francisco possa usar os seus dons para o bem da Igreja de Curitiba. Ouça a entrevisa com o Bispo de Divinópolis:

Dom Francisco Cota afirmou que estava ansioso pelo momento da ordenação, embora estivesse em paz e confiante na misericórdia de Deus. Afirmou que no novo trabalho irá oferecer o testemunho da fé. Quer conhecer e dialogar com a nova realidade que irá experimentar. 


Aos seus amigos e conterrâneos ele agradece pela amizade e carinho de todos. Leva com ele as melhores lembranças de nossa Diocese. Vai com a disposição de amar a todos e espera fazer um bom trabalho. Veja, na integra, a entrevista  abaixo:

Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora, disse que Dom Francisco foi seminarista quando ele era reitor do seminário, em Belo Horizonte. Sempre o achou muito autêntico e, por isso, é admirado no seu clero. Deseja que ele faça um bom trabalho em Curitiba. Disse, ainda, que para a Diocese, esse é um momento de muita honra. Por isso, ele se congratula com nosso clero. 


Como bom mineiro, Dom Gil gosta de contar casos e termina a conversa com mais uma de suas histórias. Ouça, abaixo:

Dom José Belvino, Bispo emérito da Diocese, também marcou presença na Ordenação de Dom Francisco. Afirmou estar cheio de felicidade, pois Dom Francisco é mais um dos padres que ele ordenou e que agora se torna bispo. Aconselha Dom Francisco a ter uma fé viva para enfrentar os desafios que virão. 


Ser bispo, segundo ele, é procurar imitar Jesus. Prometeu rezar muito para o novo bispo. Aliás, disse que nunca rezou tanto, pois a vida de aposentado facilita nesse sentido.

Para Dom Tarcisio o bispo deve procurar imitar o Cristo Bom Pastor. Ele considera que as grandes alegrias do bispo é sentir-se escolhido por Deus, mesmo sem nenhum merecimento, e poder servir ao seu povo. Para ele, é essencial que o bispo seja, antes de tudo, um homem para Deus. Só assim conseguirá ser um bom bispo para os irmãos.

Dom Célio, Bispo de São João Del Rey, considera que esse é um momento de ação de graças. O episcopado é uma honra e também uma exigência. Está feliz pela ordenação de Dom Francisco e sabe que ele estará atendendo a um chamado de Deus e também a um desejo do Papa Francisco. O testemunho do Papa acaba sendo um modelo para uma Igreja Missionária. Ele afirma que Dom Francisco tem esse perfil desejado pela Igreja.

Pe. Amarildo José de Melo, amigo de Dom Francisco, estava radiante de alegria pela Ordenação do novo bispo. Afirmou que servir a Deus como padre ou mesmo como bispo, no pontificado do Papa Francisco é motivo de grande alegria. Ele conhece Monsenhor Francisco desde os tempos de seminarista. 


Conhece também a grandeza e a seriedade de seu trabalho, até porque ele acabou sendo seu sucessor em duas paróquias: Carmo do Cajuru e Santana. Hoje reza pelo novo bispo e tem certeza que a Igreja sai ganhando com esse acontecimento.

Pe. Chrystian Shankar também fez questão de manifestar sua alegria pela Ordenação Episcopal de Dom Francisco. Ele já trabalhou com o novo bispo quando ainda era "Pe. Chiquinho". Disse que Dom Francisco é muito bom de convivência e é também um grande administrador. Não gosta de enrolação e sabe cobrar na hora certa. Admira o novo bispo e reza pelo seu episcopado.

Nos próximos dias, Dom Francisco Cota estará presidindo algumas missas em várias igrejas da Diocese de Divinópolis; confira a programação: 

27 de agosto | Domingo

10h: Matriz de Sant'Ana, em Itaúna.

19h: Matriz de Nossa Senhora do Pilar, em Pitangui.

29 de agosto | Terça-feira

18h: Seminário de Filosofia e Teologia, em BH.

1º de setembro | Sexta-feira

19h: Comunidade da Imaculada Conceição, no Povoado da Colônia, em Onça do Pitangui.

2 de setembro | Sábado

19h: Catedral do Divino Espírito Santo, em Divinópolis.

3 de setembro | Domingo

9h30: Matriz de Sant'Ana, em Onça do Pitangui.

18h: Matriz de Nossa Senhora do Líbano, em Carmo do Cajuru.

Os dois novos bispos auxiliares da Arquiocese de Curitiba serão acolhidos no dia 08 de setembro, às 10 horas, na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz, em Curitiba.

Texto e entrevistas: Padre Gabriel e Túlio Veloso

Fotos: Túlio Veloso




Clique nas fotos para ampliar

Há 0 comentários. Comente essa notícia.


Veja também



 1 2 3 4 5 6 Fim




Seja o primeiro a comentar

Escreva as letras correspondentes à imagem abaixo:

Rádio Santa Cruz AM
Avenida Presidente Vargas, 372 - Pará de Minas - MG - Brasil
Fone: (37) 3232-1588 - Email: comercial@santacruzam.com
Agência Treis © Copyright - 2011 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz AM. Desenvolvido por: