QUERO RECEBER NOTÍCIAS

Preencha os campos abaixo e cadastre-se para receber notícias em seu email:
CADASTRE-SE
Rádio Santa Cruz Rádio Santa Cruz Ao Vivo - Ouça a Rádio Santa Cruz AM
Atendimento ao ouvinte: 37 3232 1588

Pará de Minas em destaque

Será o começo do fim? Hospital Nossa Senhora da Conceição suspende as cirurgias eletivas. Repasse de verbas de quase meio milhão não muda a gravidade da situação

18/04/2017

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

Primeiro veio a advertência e ontem a medida que já começa a afetar a população que depende de atendimentos do Sistema Único de Saúde – o SUS.

Por falta de recursos financeiros, a direção do Hospital Nossa Senhora da Conceição suspendeu ontem todas as cirurgias eletivas. São aquelas que não se encaixam no perfil de urgência nem emergência, por isso podem aguardar a fila de espera.

Ao confirmar a informação o provedor da instituição, Osvaldo Alves Leite, garantiu que a diretoria fez de tudo para evitar esse ponto, mas não conseguiu.

Ele explicou que o convênio entre o hospital de Pará de Minas com o SUS determina a realização de 129 cirurgias por mês, mediante um repasse de R$102 mil.

Dessas, 75 são eletivas e o valor pago pelo governo federal não cobre a totalidade das despesas que vão desde a ocupação dos quartos até a compra de remédios e pagamentos de honorários médicos:

O provedor do Nossa Senhora da Conceição voltou a dizer que o funcionamento do hospital só é possível com a efetiva participação do governo federal, assim como do Governo de Minas e da Prefeitura de Pará der Minas.

O governo federal repassa pouco dinheiro, mas ele chega em dia. Já o governo mineiro, através do programa Rede Resposta, tem o compromisso de repassar R$200 mil por mês e o atraso já é de 90 dias.

E a prefeitura, mesmo anunciando que vai ajudar financeiramente, não assumiu oficialmente o compromisso:  

Osvaldo Leite também fez questão de deixar bem claro como o hospital conseguiu bancar as contas até recentemente:

Apesar de todas as dificuldades o provedor ainda tem esperança dessa situação ser resolvida:

Procurado pelo Jornal da Manhã o prefeito Elias Diniz não quis gravar entrevista, mas voltou a dizer que nada será desativado no Hospital Nossa Senhora da Conceição.

E ontem a prefeitura liberou para o hospital R$260 mil. Esse dinheiro é o complemento do repasse autorizado recentemente pela Câmara Municipal e vai ajudar as despesas mais imediatas.

Além disso, o hospital recebeu R$200 mil vindos da Rede Resposta. A informação foi confirmada à noite pelo secretário municipal de Saúde, Paulo Duarte:

Nossa reportagem também apurou ontem que, na última semana, o prefeito convidou o Grupo Mais, assim como vereadores e assessores diretos para uma reunião em seu gabinete. Como se sabe, o Grupo Mais é constituído por representantes de vários segmentos da sociedade civil.

O assunto em pauta era a crise financeira do hospital, a maior de toda a história centenária da instituição. Segundo as fontes, o prefeito chegou a questionar o endividamento, recebendo todas as explicações da diretoria. Ele também teria mencionado a falta de gestão e não se comprometeu em fazer repasses mensais.

As fontes informaram ainda que, em determinado momento, os ânimos ficaram acirrados quando o empresário Carlos Martins Barroca, membro do Grupo Mais, chegou a dizer que o prefeito estaria “fazendo espetáculo para a plateia” e nervoso se retirou do gabinete.



Há 0 comentários. Comente essa notícia.


Veja também



 1 2 3 4 5 6 Fim




Seja o primeiro a comentar

Escreva as letras correspondentes à imagem abaixo:

Rádio Santa Cruz AM
Avenida Presidente Vargas, 372 - Pará de Minas - MG - Brasil
Fone: (37) 3232-1588 - Email: comercial@santacruzam.com
Agência Treis © Copyright - 2011 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz AM. Desenvolvido por: